sábado, 7 de agosto de 2010

Fórmula do amor?

- Menina, namora fulaninho!!!! Ele é tão gente boa, todos gostaram dele. Deixa de ser besta!!! Valoriza quem te valoriza! Rapaz honesto, trabalhador, bem intencionado, bonito...Tem coisa mais chata do que isso?!?! As pessoas têm que entender que o amor não é uma fórmula matemática. Não basta a pessoa ser boa pra você, simpática com seus amigos e parentes, ter o mesmo objetivo de vida, gostar das mesmas coisas. Uma coisa é certa: ninguém namora ninguém pelo simples fato desse alguém ser bonzinho e, se namorar, provavelmente não vai durar muito tempo, se essa bondade for a única coisa que os atrai. Não podemos negar que se for uma pessoa legal, já é meio caminho andado. E, com certeza, todas as afinidades só contribuirão para a solidificação do relacionamento. Os objetivos comuns exigirão menos gestos de adaptação, mas isso não é fator determinante não. Você tem que sentir algo mais, muito mais...algo do tipo: é a primeira pessoa que você pensa quando acorda e a última antes de dormir. Tem que ter vontade de encontrá-la, sonhar com seu sorriso, sentir falta do seu cheiro. Tudo isso é diferente e, singularmente bom, quando encontramos A pessoa. Aquela expectativa do encontro, a ânsia de saber sobre a vida dele e o que ele gosta de fazer, conhecer o seu dia-a-dia, suas manias, suas peculiaridades... Escutar as opiniões dos meus amigos e familiares é importante, pois eles querem sempre o meu bem. Mas a decisão final vai ser sempre minha, unicamente minha.

2 comentários:

Gambah disse...

O amor resplandece apenas quando a porta do coracao estah destrancada, quando inexiste o muro que repele a pureza da paixao. Seu coracao deve ser o alcatraz, uma faca de dois gumes, tanto para preservar o singelo gesto de carinho daquele que te busca, quanto para suprimir as mazelas exteriores dos que buscam o prazer.
Lembre-se sempre do que nos deixou a sabio que dizia: "nao era amor-or-or, nao era! Nao era amor, era... cilada, cilada, cilada..."
Poema simples, mas profundo.

David V disse...

Os bonzinhos... Esses, sempre se ferram... Rs